Katie Holmes defende o gosto de Suri por salto alto: ‘Ela é como toda menina’

Katie Holmes revelou em entrevista que seus sapatos inspiraram Suri. A atriz defendeu o gosto da filha durante conversa com o site Access Hollywood: “Ela, como toda menina, adora meus sapatos de salto alto”. A atriz, que chegou a ser criticada por permitir que a filha andasse de salto, disse ainda que os sapatinhos de Suri, de 3 anos, não fazem mal à ela: “São sapatos de dança de salão para crianças. Eu achei estes e ela amou”, contou.

O SITE ZERO HORA COMENTOU NEGATIVAMENTE O MODO DE VIDA DA SURI, O QUE VCS ACHAM? QUE ELES ESTAM CERTOS…

Vida de adulto em corpo de criança

Ser a criança mais influente do mundo, segundo a revista Forbes, não deve ser nada fácil.

Com apenas três anos, Suri Cruise, filha dos atores Tom Cruise e Katie Holmes, tem uma agenda intensa de atividades que incluem aulas de francês, espanhol, sapateado, balé e dança moderna. Além disso, a pequena, que é também ícone da moda infantil, já foi flagrada usando sapatos de salto mais de uma vez, coisa terminantemente proibida pelos pediatras. Tudo isso é necessário para uma criança?

De acordo com a psicóloga Rosane Cristina Pereira Spizzirri, mestre em psicologia social e da personalidade e professora do Instituto Contemporâneo, muitos pais esquecem a necessidade de as crianças serem crianças. Acabam se preocupando em ocupar o dia delas e substituem atividades típicas da infância, como as brincadeiras e o encontro com os amigos, por rotinas atribuladas e nem sempre prazerosas.

– O período da infância tem sido achatado. As crianças precisam brincar e não têm maturidade para dar conta de tudo – explica Rosane.

Equilibrar o dia a dia de quem está começando a vida exige dos pais respeito pelo tempo livre dos filhos. Atividades extras são positivas, mas devem ser avaliadas junto aos pequenos – os pais precisam ver se eles têm vontade e habilidade para o que é proposto. Além disso, as brincadeiras, os brinquedos pedagógicos e o contato com crianças da mesma idade nunca devem ser suprimidos.

– Também é preciso estar atendo para as críticas e reprovações dos adultos. A escola também está diferente, está exigindo mais e ensinando mais coisas a elas – afirma Ana Maria Rossi, presidente da International Stress Management Association (Isma–Brasil).

Para controlar a ansiedade da família em relação ao futuro, Ana Maria aconselha a negociação e o diálogo, para evitar desgastes entre pais e filhos. É também necessário saber que o comportamento inadequado dos adultos, como o nervosismo, a irritação e as ameaças, podem ser perpetuados pelos filhos, principalmente em situações de estresse.