NOVAS IMAGENS DO FILME O HOBBIT

Foi publicado pelo site ThorinOakenshield.net imagens do calendário deO Hobbit: Uma Jornada Inesperada (que tem 16 meses!). Entre elas, é possível ver Thorin (Richard Armitage) segurando a chave da Montanha Solitária, a primeira foto do mago Radagast (Sylvester McCoy) e o grupo liderado por Bilbo Baggins (Martin Freeman) e Gandalf (Ian McKellen) em poses inéditas. A revista Entertainment Weekly também disponibilizou novas imagens:

Advertisements

DANIEL DAY-LEWIS SURPREENDI NOVAMENTE E FICA A CARA DO EX PRESIDENTE AMERICANO LINCOLN

 

 

Lincoln é baseado no best-seller “Team of Rivals”, do vencedor do prêmio Pulitzer, o historiador Doris Kearns Goodwin (que adaptou o roteiro ao lado de Tony Kushner), a história centra-se na vida do ex-presidente, com foco em sua ascensão à política e seu papel na Guerra Civil.

As expectativas e rumores apontam que o filme irá focar nos meses finais da vida do presidente Lincoln, cobrindo o seu envolvimento com a abolição da escravatura e o fim da Guerra Civil, ao invés de uma biografia mais abrangente.

A cinebiografia é dirigida por Steven Spielberg e o elenco conta com a presença de Daniel Day-Lewis, Sally Field, Tommy Lee Jones, Joseph Gordon-Levitt, Hal Holbrook, James Spader, John Hawkes, Tim Blake Nelson, Bruce McGill, Joseph Cross, David Costabile, Byron Jennings, Dakin Matthews, Boris McGiver, Gloria Reuben, Jeremy Strong, David Warshofsky, David Strathairn, Walton Goggins, Lee Pace, Jackie Earle Haley, David Oyelowo e Jared Harris.

CASO KRISTEN STEWART E A MENTALIDADE MACHISTA EM PLENO SÉCULO 21

De Nayla emanuele

E ridículo e absurdo como em pleno seculo 21 o machismo ainda exista tao forte na cabeças dos homens e por incrível que pareça na cabeça das mulheres  Todos estão com essa opinião de que só a kristen e a errada

Pra começar e problema dela quem ela leva pra cama,  quando a kristen traiu o robert eu fiquei revoltada ai eu pensei como eu sou ridícula o que eu tenho a ver com a vida dela, ela e famosa linda e não esta nem ai pra minha opinião e a de ninguém por favor se for pra criticar a kristen pensem como eu duas trés vezes por que ela não esta nem ai abaixo uma nota da Fox DEFENDENDO A KRISTEN

Nas passadas duas semanas, os tablóides têm crucificado a atriz Kristen Stewart, estrela da franquia de sucesso Crepúsculo, por beijar o diretor de Branca de Neve e o Caçador, Rupert Sanders.

Stewart estava em uma relação com sua co-estrela em Crepúsculo, Robert Pattinson, e os fãs da série ficaram devastados com essa revelação.

Enquanto a notícia de sua indiscrição poderia ter sido uma legítima história de um dia para a imprensa de Hollywood quando isso aconteceu pela primeira vez, certamente não se encaixa no projeto de lei como um “assunto de preocupação pública”, que merece ampla cobertura.

A imprensa não só continua repetindo o erro de Stewart tornando quase impossível para ela reparar o que ela fez,  está provavelmente colocando uma pressão adicional no casamento de Sanders e continua envergonhando sua esposa.

Também está tornando mais difícil para o namorado de Stewart  tê-la de volta sem sentir a humilhação contínua – se, no fundo, ele gostaria de lhe dar uma segunda chance.

Além de ser presumivelmente retratada como uma implacável destruidora de lares – denominação associada ao sexo masculino – o extenso relato foi completamente desequilibrado, porque coloca toda a culpa em Stewart e nenhuma em Sanders.

Mesmo Stewart expressou surpresa que Sanders foi dado essencialmente como “bem-vindo ao hall da fama” pela imprensa.

Surgiram relatos na quinta-feira de que Stewart disse privadamente a pessoas que ela está chateada que a imprensa não tenha pelo menos apontado que Sanders estava “em uma posição de poder sobre ela”, já que ele era seu diretor e, presumivelmente, alguém com que ela poderia trabalhar novamente.

Há uma razão muito específica de Stewart estar tomando todo o calor, no entanto, e é porque o tablóide jornalístico tem uma fórmula de quase sempre culpar “a outra mulher” sempre que uma celebridade do sexo masculino tem um caso ou comete um ato de traição.

Os tablóides fizeram os seus próprios estudos baseados na venda de cada semana, que revelam que a maioria dos leiores de fofocas são de meia idade, mulheres casadas, que preferem ler histórias que culpam a outra mulher ao invés do traidor casado. Isso porque esses mesmos leitores são viciados em histórias que têm como alvo os seus medos – e a ideia de uma mulher mais jovem chegar e roubar o seu próprio marido um dia é algo grande. E depois de ler sobre como é horrível a vida de alguém, eles podem soltar um suspiro de alívio e dizer para si mesmos: “Bem, pelo menos o meu casamento não é tão ruim assim!”

Na história Stewart/Sanders, alguns dos principais veículos adotaram a fórmula do tablóide e culparam a atriz por tudo.

Uma legenda recente sobre uma história do AOL News literalmente culpou Stewart por “romper um casamento”, enquanto o The Huffington Post entrevistou os chamados “especialistas” que disseram que na verdade ela – segure essa – cometeu um erro “estúpido” pedindo desculpas publicamente por sua indiscrição, cometendo assim “suicídio profissional”.

Pelo menos Stewart está tentando assumir a responsabilidade pelo que fez, o que é mais do que este repórter pode dizer para a maioria das pessoas, celebridades ou não.

A perseguição dos tablóides a Stewart sem dúvidas irá deixar essa marca na jovem estrela, como os tablóides fizeram tantas outras vezes a outras figuras públicas no passado.

A perseguição dos tablóides faz mais do que destruir relacionamentos pessoais e quebrar os espíritos de suas vítimas. No final, deixa a pessoa humilhada e com um sentimento de impotência apesar de tudo que eles alcançaram com o estrelato. Diminui os seus talentos legítimos e realizações positivas a nada, enfatizando um único erro que a pessoa cometeu ao longo de sua vida.

Como disse Humphrey Bogart em 1951 no clássico, “Deadline U.S.A.”, “Essa é a imprensa, baby. A imprensa! E não há nada que você possa fazer a respeito. Nada!”.

Com o lançamento próximo de Amanhecer – Parte 2, o muito aguardado capítulo final da série Crepúsculo, há uma pequena chance da imprensa deixar Stewart e Pattinson lidar com esse problema por conta própria.

De acordo com a primeira emenda, a vida amorosa de Kristen Stewart pode ser um jogo justo, mas há algo mais que os jornalistas devem considerar quando eles brincam com a vida de um ser humano, e isso é compaixão e jogo limpo. A cobertura continua dessa história pode realmente estar mudando o resultado da vida dessas pessoas e tornando isso pior quando poderia haver uma chance de todos eles ultrapassarem esse incidente.

Jornalistas de tablóides estão apontando o dedo para uma mulher de 22 anos por um erro, deveriam lembrar que um beijo é só um beijo, e apesar disso, pedras e gravetos podem quebrar ossos, palavras… e causar danos permanentes.

Fonte: Foxnews

30 Beats

A história segue vários encontros amorosos que acontecem na vida de dez pessoas que moram em Manhattan.

Elenco
Jennifer Tilly
Lee Pace
Justin Kirk
Vahina Giocante
Thomas Sadoski
Ben Levin
Ingeborga Dapkunaite
Direção
Alexis Lloyd
Roteiro
Alexis Lloyd

‘360’ novo filme do Diretor Brasileiro Fernando meirelles

Inspirado em “La Ronde”, clássica peça de Arthur Schnitzler, 360 é uma reunião de histórias dinâmicas e modernas, passadas em diversas partes do mundo. Laura (Maria Flor) é uma mulher que deixou a vida na terra natal para tentar a sorte em Londres ao lado do namorado Rui (Juliano Cazarré). Ao descobrir que o parceiro está tendo um caso com Rose (Rachel Weisz), ela decide voltar para o Brasil. Na volta pra casa, ela conhece um simpático senhor (Anthony Hopkins) e Tyler (Ben Foster), duas pessoas em momentos difíceis em suas vidas. Num outro lado da história, Mirka (Lucia Siposová) é uma jovem tcheca que começa a trabalhar como prostituta para juntar dinheiro. Ao mesmo tempo, lida com a desaprovação da irmã Anna (Gabriela Marcinkova). O primeiro cliente de Mirka é Michael (Jude Law), que por sua vez é casado com Rose.

Dirigido por Fernando Meirelles, filme começa em Viena e passa por Paris, Londres, Rio de Janeiro, Bratislava, Denver e Phoenix.

Fernando Meirelles ”Estou acostumado a tomar porrada”

Fonte uol cinema

Muita gente e Críticos em geral não vê a dificuldade que um Diretor Brasileiro sofre para fazer um bom filme em Hollywood essa entrevista exclusiva que o Diretor brasileiro Fernando Meireles deu ao site uol cinema ele fala um pouco de sua carreira e do filme ” 360” que e lançado no cinema Brasileiros hoje

Meirelles falou sobre as suas expectativas em relação ao novo longa, “360”, que estreia nesta sexta-feira (17) no Brasil, e relembrou um pouco da carreira, com espaço até para um episódio em que quase apanhou dos punks paulistanos durante uma projeção no Masp. O diretor comentou ainda sobre alguns de seus filmes favoritos e a produção atual de cinema no Brasil, além de indagar qual seria afinal a fórmula secreta para atrair o público para assistir aos filmes produzidos no país.

Confira a íntegra da conversa a seguir:

UOL – Você tem muitas expectativas com o lançamento de “360” nos EUA?  Na coletiva você disse que esperava um público de 300 mil pessoas. Parece que o filme teve uma arrecadação de US$ 26 mil na estreia por lá, como você recebeu isso?

Fernando Meirelles – Essa é minha expectativa de público no Brasil. Nos EUA eu não tenho a mínima idéia, ainda não falei com os distribuidores de lá. Eles lançaram nesse esquema de VOD (video on demand) primeiro, antes de lançar em cinema. Pelo que eu entendi conversando com os caras, é mais uma estratégia de marketing do que uma vontade de faturar mesmo. Eu acho muito caro: você paga US$ 16 ou US$ 18 para assistir um filme na sua casa. Isso agora, depois que vai para a televisão o preço cai. Mas eles usam um período de um mês para ver se gera um boca-a-boca. Estou muito curioso para ver o resultado, nem sabia disso, você já está me antecipando. Mas quero ver como vai ficar em um mês, o filme estreou na última sexta (10) nos EUA. Preciso saber se esse negócio é um esquema viável, que a gente possa replicar no Brasil. Mas realmente não tenho nenhum parâmetro para saber qual era o faturamento desejado, a expectativa. O filme está em 40 salas. Eu não fui para os EUA divulgar o filme. Até deveria ir para Nova York, mas pedi para não ir. Nem conheço pessoalmente os distribuidores de lá.

VEJA TRAILER LEGENDADO DE “360”

A trama tem início com uma garota de programa eslovaca, Mirka (Lucia Siposova), que adota o nome de Blanka e rapidamente se torna um sucesso usando uma rede que posta fotos de mulheres na internet. Um empresário inglês de passagem, Michael (Jude Law), sente-se tentado a também experimentar seus serviços, mas há obstáculos.

Em Londres, a mulher de Michael, Rose (Rachel Weisz), vive outro dilema pela infidelidade, ao tentar romper um caso com o fotógrafo brasileiro Rui (Juliano Cazarré). E ele, pela traição, está sendo abandonado pela namorada Laura (Maria Flor).

Queria te perguntar sobre o seu começo. O que te levou a fazer cinema? Você tem uma formação em arquitetura não é?

Sim, sou arquiteto. Meu interesse começou no desenho. De desenho passei para desenho animado, e depois vídeo. Daí para televisão, e depois publicidade, e daí para cinema. Daqui não sei para onde vou.

Queria saber como foi a experiência de rodar o curta “Garotos do Subúrbio” em 1983, sobre o começo do punk rock em São Paulo.

Aquilo foi a primeira coisa de fôlego que fiz na vida, tinha 40 minutos. Só tinha feito clipes, coisas pequenas, matérias para a TV, essa foi a primeira vez em que decido fazer um documentário. Foi feito em vídeo, mas considero meu primeiro filme. Acho interessante, uma mistura de músicas. Os punks não gostaram, os garotos entrevistados não curtiram nem um pouco. Eu coloquei coisas como Caetano Veloso na trilha, Luis Melodia, e quando eles viram aquilo queriam me matar, literalmente. O Clemente, do Inocentes, nunca apresentação que fiz no Masp queria me bater, teve que ser segurado. Entrou Caetano Veloso na trilha e eles gritavam: “Burguesinho!” (risos). Mas eu acho que estou acostumado a tomar porrada, desde o começo.

 by Nayla emanuele

Robocalypse Steven Spielberg movie is already in pre production

The information  and of Daniel H. Wilson

on his Twitter yesterday he confirmed that the film will be in IMAX

https://twitter.com/danielwilsonpdx/status/235810728743952384

Steven Spielberg is the director of Robopocalypse, an adaptation of the homonymous work of Daniel H. Wilson – who portrays the attempt of the human race to survive in an era of apocalyptic revolt of robots, with a script by Drew Goddard (of “Buffy – The Vampire Hunter”).

by   Nayla Emanuele